24 de agosto de 2018

Esse tal de Kefir

Kefir é um alimento probiótico, que como já expliquei antes, ajuda a regular a flora intestinal.
Está muito popular por esta propriedade, e pode ser encontrado tanto no cultivo com leite, como no cultivo com água e açúcar mascavo que é apropriado para pessoas com alergia às proteínas do leite de vaca.
A Blogueira do Cozinha Bach criou um vídeo explicando todos os detalhes sobre Kefir feito com leite de vaca e sem leite de vaca.


Utilize e veja o seu organismo prosperar.

21 de agosto de 2018

Viajando com o alérico:Turkey leg 2018

Sempre que viajamos gostamos de experimentar a comida local, se possível explorar mercados, lojas com opções diferentes e assim aprender novos costumes.

Muito popular no Estados Unidos da América a Turkey Leg (perna de peru) é uma enorme perna defumada e assada, servida para se comer segurando com as mãos.
A sensação é de ter voltado à época das cavernas, e as crianças adoram!

Ela é vendida em vários parques temáticos, como os Universal e os da Disney, mas a maioria delas durante o processo de fabricação recebem manteiga, ou seja, tem proteínas do leite de vaca em sua composição.

Quando fomos à Orlando em 2016, encontramos uma opção de turkey leg no parque dos crocodilos, Gatorland.

Desta vez fomos à um mercado local em Kissimmee chamado Produce, e lá encontramos a turkey leg pronta para se assada.

Claro que compramos e assamos:
Quando ficou pronta a farra foi animal!!


20 de agosto de 2018

Comendo Fora: Zucco Cuccina

Recentemente fomos em família almoçar no Shopping Morumbi.
Com diversas opções de restaurantes sentados, escolhemos o Zucco Cuccina, que tem uma comida mediterrânea.
Aos finais de semana tem a opção de pedir um prato do cardápio e se servir à vontade de um Buffet de saladas e petiscos.
O restaurante é muito agradável, e o atendimento excelente.

Fomos recebidos por um gerente, que ao lhe explicar que tínhamos a necessidade de uma refeição sem leite de vaca, ou traços dele, nos atendeu prontamente.
Ele então sugeriu um filé grelhado com macarrão ao molho sugo.
Linda e deliciosa, foi completada com uma salada de folhas verdes, palmito e tomatinhos, já que o Buffet é sempre um risco de contaminação cruzada (quando as pessoas usam talhares que foram usadas em coisas com leite e outros alimentos que não tem leite.)

O garçom foi muito cuidadoso para não haver trocas ou erros com os pratos sem leite.
Tudo perfeito, com muito carinho e atenção como uma pessoa que tem uma alergia grave precisa.

Fomos tão bem atendidos que em breve faremos uma nova visita!

19 de agosto de 2018

As ondas e a comida Vegana

Você já percebeu como o ser humano é cheio de ondas?
A cada época, vem uma nova onda de receitas, dietas, de alimentação saudável, sempre dizendo que há uma inovação, uma nova descoberta, e propagam a melhoria de vida.

O que eu percebi ao longo da minha vida, com diversas consultas com nutricionistas, e conversas com médicos, e mesmo com familiares mais sábios é que o que funciona melhor é o seguinte:
" Coma de tudo um pouco. Não exagere em nenhum alimento."

Claro que devemos excluir o que não nos faz bem, como no caso aqui em casa, o leite de vaca, mas fora isso comer um pouco de cada coisa é sempre saudável.

Nesta categoria de ondas, eu colocaria a comida vegana, uma onda do bem que tem por princípio não
fazer uso de nada animal. Portanto não comem carne, derivados, nem consomem produtos que tenham origem animal, como bolsas de couro, etc.
Eu não sou adepta do veganismo, mas faço uso de diversos alimentos e receitas por eles usadas, que são deliciosas e não contém leite de vaca.
Atualmente, com o crescimento do veganismo é possível encontrar vários livros de receitas que nos servem muito bem:

https://amzn.to/2Btlq4B

https://amzn.to/2wfyLaW

https://amzn.to/2PoeMiY


Obs: este produtos são do nosso afiliado, comprando deles ajuda o nosso site. Obrigada.

15 de agosto de 2018

Viajando com o alérgico: Orlando -Disney Springs

A Disney tem 4 parques temáticos em Orlando e uma área de diversão com lojas, teatro, cinemas, restaurantes, cinema chamada de Disney Springs.
Disney Springs lembra um outlet de Orlando, muitas lojas, restaurantes, etc, tudo a céu aberto. Tem uma enorme área de estacionamento gratuita e funciona num horário estendido.

Lá funcionam:
- o T-Rex, restaurante temático de dinossauros, 
- Rain Forest café, restaurante temático de floresta,
- Candy Cauldron, loja de doces da Disney com maçãs do amor em formato do Mickey,
- A gigantesca loja da Disney com milhares de itens,
- Outras diversas lojas, que geralmente tem algum produto com a grife da Disney.
- Outros restaurantes de comidas variadas,

O passeio é muito legal, no final da tarde do verão é melhor, pois tudo é descoberto e faz muito calor.

Para nós o que mais nos interessou foi a Bakery da Erin Mc Kenna's

Bakery Vegana, ela tem uma boa variedade de comidas sem leite de vaca, ou traços dele.
Minha filha ficou encantada quando o pai dela disse: "entre, e escolha o que você quiser!"

Tinha Sorvete, brownie, cupcakes, bolos, cookies, cookie recheado de sorvete..

Ela escolheu um sorvete, de máquina feito de coco.. uma delícia!
E ganhou um cookie de limão recheado com o mesmo sorvete, que eu adorei!

Interior da loja no Disney Springs
Do lado de fora é possível ver o cardápio completo e tem uma mesa para sentar, dentro a loja é pequena mas aconchegante, com atendentes simpáticas e uma vitrine convidativa cheia de guloseimas sem leite.

Não é uma loja barata, mas ter uma opção segura e gostosa fez o nosso dia mais feliz!

13 de agosto de 2018

Viajando com o alergico: Orlando Universal Guest Service

As minhas filhas adoram passear nos parques da Universal em Orlando.
Atualmente são 3:
- Universal Studios,
- Universal Island adventure
- Volcano Bay - parque aquático.

Como boa planejadora, eu entrei em contato com o "Guest Service" da universal Orlando Resorts para saber como eu lidaria com a alimentação da minha filha que tem alergia às proteínas do leite de vaca.
Como eu fiz isso?
A Universal tem um aplicativo, que além de ver os mapas dos parques, você pode criar uma conta, e fazer contato com o Guest Service.
Eles são rápidos, logo me informaram que pessoas com necessidades especiais alimentares podem levar consigo uma bolsa térmica com alimentos, e medicamentos, apesar de todas as bolsas serem vistoriadas.
Também me deram um email para fazer contato com a área da alimentação, que eu logo fiz.
A resposta veio de um Chef que me deu as principais opções sem leite de vaca dentro dos parques, dentre elas barracas de frutas, e restaurantes mais chiques que tem chefs na sua cozinha. Nada de Fast food. Informou também que a famosa Turkey leg deles tem traços de leite, e a Butterbeer do Harry Potter também, uma pena.

O que fizemos então?

Sempre que íamos para os parques da Universal eu levava nossos próprios lanches, incluindo sanduíches, frutas, barras de cereal, salgadinhos, para todos os 4. Tudo em uma bolsa térmica e na mochila.
Na entrada da Universal há máquinas de Raio X, e seguranças que revistam as bolsas, mas alimentos e bebidas fechadas não são problema para eles. Você pode entrar tranquilamente com o que precisar para passar o dia.
Claro que eu fui preparada, afinal já tinha tido problemas no Wet'n Wild, levei receitas médicas, e os remédios, inclusive adrenalina auto-injetável. Nenhuma vez fui questionada.
E fomos muito felizes!!
Não passamos fome, e comemos em alguns lugares.. vou falar sobre eles em breve.


12 de agosto de 2018

Viajando com o alérgico: Orlando o que deu errado

Orlando, no estado da Flórida, é considerada a terra da magia, pela diversão, pelos sonhos realizados, por coisas que habitam o nosso imaginário.
Para que tem alergia Orlando pode ser um desafio também. Afinal como não ter contato com o alergeno numa terra que não é a nossa, sem a nossa língua?

Como eu sempre digo, planejamento é fundamental para o sucesso da vida do alérgico.

Mais uma vez fomos para Orlando nas férias, e com planejamento tudo deu certo, mesmo o que deu errado.
Como assim? Errado?

Isso... Deu muito errado.
Estávamos em Orlando há 1 dia, e resolvemos encontrar um amigos num restaurante. Escolhemos o Long Horn, que é tipo uma churrascaria.
Ao chegar, com mais de 1h de antecedência, lemos o cardápio todinho, eles tem um cardápio especial para os alérgicos. E lá nos davam opções sem leite de vaca, mas diziam que havia algum risco de contaminação cruzada pois o restaurante não tinha uma cozinha separada para cuidar disso.
Nós achamos que o risco era pequeno, já que o pessoal devia estar acostumado e treinado para isso.
E eu não pedi pra falar com o chefe, ou cozinheiro, como costumo fazer.
A garçonete muito ocupada, talvez não tenha me dado a atenção que precisávamos.
O restaurante cheio...
Pedimos uma carne, e batata frita.
Uma hora depois de comermos, no caminho de casa minha filha começa com tosse, dor abdominal, e inchaço. Teve princípio de choque anafilático...
Seguimos para um pronto socorro.
Lá fomos muito bem atendidos, ela foi medicada, e 2 horas depois seguimos para casa.

Mas afinal o que eu fiz de certo? 
Eu tinha um seguro que me atendeu, e pagou a conta do pronto socorro.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...