18 de março de 2017

Inclusão escolar

Uma dos maiores desafios de quem tem alergia alimentar é ser incluído socialmente.
Porque?
A sociedade desde os nossos primórdios vive em torno de comida. Preste atenção, qual a reunião que não tem um petisco, um lanche, uma bebida?
Por não poder todos os alimentos o alérgico fica naturalmente afastado do grupo, tem dificuldade de ser incluído, a maioria das pessoas ainda não conseguem compreender porque ele não pode isso ou aquilo, muitas vezes olham com desconfiança.
Agora imagine no ambiente escolar....

A Lei Federal numero 12.982 que diz que é dever das escolas incluírem as crianças, para que elas possam focar no estudo.
Na minha experiência quando há pessoas de mente aberta e receptivas a mudanças temos possibilidade de uma grande parceria, adaptar-se é natural do ser humano.

O programa Bem Estar fez uma matéria a respeito deste desafio, que se abraçado pela escola pode ser facilmente superado.
Veja o clip completo aqui:
https://globoplay.globo.com/v/5728651/





12 de fevereiro de 2017

Medicamentos: Lactose escondida

As crianças crescem, a minha filha com 12 anos e 1,64 de altura já está entrando na fase de trocar os medicamentos líquidos, em xarope por comprimidos, que além de terem dose maiores também são mais fáceis de carregar em kits de emergência.

Qual o novo desafio?
Fazer estas substituições encontrando remédios que não tenham LACTOSE.
Isso mesmo, a maioria dos comprimidos tem lactose, o açúcar do leite de vaca que gera traços, como componente de anti-histamínicos, anti-alérgicos, e outros milhares de remédios que ela possa precisar tomar.

Hoje tentei encontrar um substituto para o Hixizine Xarope. Todos os genéricos que encontrei à venda online tem lactose em sua fórmula e o original da Theraskin não é exato se o açúcar utilizado na sua fórmula é lactose ou outro açúcar diferente. Lá vou eu entrar em contato com o fabricante.
E assim também com a Simeticona, que por falta do xarope aqui em casa quase dei para minha filha. O da marca Medley contém Lactose.
E para meu desespero também está sendo assim com a Desloratadina e até com o famoso Desalex que tanto me ajuda em sua forma Xarope.

Resumindo, vou precisar marcar uma consulta com o especialista só para readequar os remédios que usamos a tantos anos sem o risco de ter lactose neles.
Por isso muito cuidado na compra de qualquer remédio, se tiver Lactose, tem leite de vaca e qualquer traço faz mala para quem tem alergia às proteínas do leite de vaca.

10 de fevereiro de 2017

Proibindo alérgicos de voar

Há uma recorrente proibição de pessoas com alergia à amendoins, nozes, castanhas em geral a embarcarem em voos em diversas companhias aéreas nos USA.
 Em uma reportagem recente do site uol eles relatam diversos casos onde o passageiro alérgico e sua família foram impedidos de embarcar ou retirados de vôos quando informaram que uma das pessoas tinha anafilaxia (forma grave de alergia) à nozes.


Em uma das histórias a empresa American Airlines, que tem uma das maiores frotas de avião do mundo, pegou uma família já havia se sentado no avião e pediram para que eles se retirassem pois um dos filhos era anafilático à amendoim. As malas já haviam sito retiradas.
Não se importaram que a família havia feito planos de férias, que havia pagado hotel, etc, não se preocuparam com qualquer dificuldade que pudessem ter, simplesmente os ejetaram no avião.

Em outra, a empresa Lufthansa obrigou uma família a desembarcar no meio da volta para Nova Iorque vindo da Itália. E pra piorar os atendentes de terra ficaram fazendo piadas sobre alergia, e eles ficaram horas até conseguir um voo de volta.

Onde está o respeito? A solidariedade? Onde está o direito de ir e vir?

Pessoas com alergia não escolheram ser assim, e 90% das que tem possibilidade de choque anafilático carrega consigo caneta de adrenalina o tempo todo, kit de medicação e faz uma detalhada programação para poder viajar.
Este tipo de comportamento quebra a esperança de uma criança, de qualquer pessoa... fiquei muito triste e chocada com esta notícia.

A reportagem está muito boa, merece ser lida: AQUI.

E vamos fazer barulho, movimentar as redes sociais, o mundo precisa aceitar que é muito fácil colaborar com os alérgicos. Retirar amendoim do cardápio de 1 voo é muito mais acolhedor do que tirar uma família.

7 de fevereiro de 2017

Cartão do alergico em Português

O melhor tratamento para um alérgico é ficar longe do que lhe causa sintomas.
Saber quais são os nomes que podem aparecer em um rótulo ajuda muito, afinal a indústria pode ser muito criativa.
Atualmente com rótulos mais claros aqui no Brasil, fica mais fácil visualizar, mas mesmo assim prefiro que minha filha tenha sempre em mãos um cartão com os principais nomes de ingredientes que correspondem ao leite de vaca.
Eu fiz uma lista em forma de cartão, imprimi, e plastifiquei e sempre que necessário a consultamos.

Se você quiser tê-la clique aqui.

Faça um bom proveito.

3 de fevereiro de 2017

Leite de vaca o alimento

Hoje lá na nossa página do Facebook me vi defendendo o leite de vaca como alimento.
Como assim? _você deve estar pensando.

Vou elaborar.
Aqui em casa nós raramente consumimos alimentos com leite de vaca, já que minha filha de 12 anos tem alergia às proteínas do leite de vaca desde os 7 meses de idade, e é anafilática. Então por segurança para ela, excluímos o leite da nossa dieta.
Mas eu não acredito na linha de pensadores que dizem que o homem é o único animal que continua a consumir leite depois de adulto, e pra piorar de outro animal. E que isso faz mal à saúde.
Revista Saúde #412 de Janeiro de 2017
Somos diferentes dos outros animais em diversos aspectos: lemos, escrevemos, cozinhamos, fazemos arte, estudamos... não há justificativa para nos compararmos à bezerros que não mamam depois de crescer.

Porque?
Eu acredito na linha de pensamento dos pesquisadores que diz que o leite de vaca fez com que os homens da antiguidade sobrevivessem, do leite se faziam queijos e outros derivados que ajudaram os seres humanos a sobreviver em épocas de escasses, e assim permitiram a evolução humana.

Pesquisas atuais também comprovam que o leite de vaca tem proteínas e nutrientes que fazem uma diferença positiva na alimentação humana.


Na revista Saúde número 412 de Janeiro de 2017 há uma reportagem interessante sobre este assunto.

O leite pode não ser saudável pra minha filha, para os alérgicos, e para os intolerântes à lactose, mas isto não o faz o vilão de todas as histórias.

#prontofalei

17 de janeiro de 2017

Receita: Cocada Quebra queixo

Receita de sucesso aqui em casa é a cocada quebra-queixo. Fácil de preparar e deliciosa de comer.
Vamos então ao que interessa.

Ingredientes:

500g de coco fresco ralado,
500g de açúcar,
100ml água,
1limão (suco),
+100ml de água para finalizar.

Preparo.
Esprema o suco de 1 limão, despeje em uma panela e acrescente os 100ml de água, o açúcar e misture até dissolver. Então adicione o coco ralado e leve ao fogo baixo e deixe cozinhar até a cocada começar a secar.
Aos poucos ela vai começar a ficar amarronzada, mexa com frequência neste momento para que ela não queime no fundo.
Quando ela atingir a tonalidade de caramelo desligue o fogo e despeje os 100ml de água e misture bem.
Para finalizar a coloque em um refratário e espere esfriar.
Ela pode ficar fora da geladeira e dura aproximadamente 3 dias, se não comerem tudo antes...

11 de janeiro de 2017

Viajando com Alergico: Orlando Turkey Leg

Existem algumas coisas que são típicas de certos lugares.
Na cidade de Orlando nos estados Unidos, a Turkey Leg, uma grande perna de peru assada e defumada
e servida à moda dos Flintstones, é um ícone.

Quando fomos em Fevereiro de 2015, minha filha experimentou no parque Hollywood Studios que pertence à Disney. Foi fantástico poder comê-lo e não continha leite ou traços dele.

Então quando fomos em Julho de 2016, encontramos a Turkey Leg nos parques da Universal e em Disney Springs, mas lá ela é feita na manteiga, não sendo possível comer.

A nossa salvação foi no parque Gatorland, onde a atração principal são os crocodilos. Lá encontramos a Turkey Leg sem leite, derivados ou traços servida com um lindo sorriso e muita ajuda da atendente que nos mostrou até o rótulo.

O melhor de tudo é poder ser incluído, comer como os outros realmente não tem preço.

10 de janeiro de 2017

Viajando com o alergico: Orlando 2016 - Wetn Wild

Férias de verão pra mim são as melhores. Sempre que posso viajo para lugares onde esteja quente.
Então viajar para Orlando no mês de Julho foi uma opção acertada.
A cidade tem temperaturas em torno dos 30 graus Celcius, o que propicia a visita aos parques aquáticos.

Escolhemos visitar o Wet'n Wild, um dos parques aquáticos mais antigos de Orlando, que pertencia ao grupo da Universal e encerrou suas atividades em 31/12/2016 para dar lugar ao novo parque que a Universal está construindo.

Como eu sempre digo, é fundamental pesquisar, se organizar e estar preparado para ter um dia feliz com quem tem alergia. Acostumada a frequentar os parques da Universal e nunca ter problemas em entrar com alimentos no parque, organizei uma lancheira farta de sanduíches, biscoitos, salgadinhos para suprir minhas duas filhas no longo período que passaríamos no parque.

Infelizmente não fui muito feliz.
A equipe do parque tinha uma política rígida de permitir que entrassem no máximo 2 sanduíches por pessoa com alergia, mais alguns biscoitos. Eu tentei de tudo, nem mesmo o gerente vendo receitas e ouvindo a minha explicação de que passaríamos mais de 9 horas dentro do parque, e de que nenhuma das lanchonetes servia comidas livres de leite de vaca, fez com que ele permitisse a entrada de mais sanduíches.

Isso mesmo, dentro do parque não haviam opções seguras para um alérgico ao leite de vaca comer. Exceto batatas fritas em saquinhos... nada saudável.
Eles se justificavam dizendo que era possível sair e retornar ao parque, dando assim outras opções para os clientes, mas quem consegue convencer uma criança de 11 anos a sair do parque onde está se divertindo pra comer??

Como fomos 3 vezes ao parque, eu aprendi a lição e me organizei de forma em que pudesse entrar sem problemas e no final deu tudo certo.
O parque tinha muitos brinquedos legais e nós nos divertimos muitoooo.

Acredito que no novo parque aquático da Universal haverão mais opções e será mais organizado, já que nos parques de diversão da Universal há uma grande melhoria no atendimento para os alérgicos.

4 de janeiro de 2017

Promo Minha LacFreebox

Ano novo vida nova, certo?
Para trazer algumas mudanças e inovações para o se dia a dia, faça como nós e adquira a caixa mensal da  Lacfreebox que tem a opção de trazer todos os produtos dentro da caixa sem leite de vaca, derivados ou traço.
A vantagem? Amplia os nossos horizontes, conhecemos produtos novos e ficamos felizes sempre que uma caixa nova chega pelo correio cheia de surpresas boas.

Para novos assinantes eles estão nos oferecendo um desconto de 15% para quem utilizar o código ALERGIALEITEDEVACA na hora da compra. Aproveita e tenha a #minhalacfreebox você também.

No nosso Instagram temos postado os produtos que vieram nas caixas passadas, e neste outro post eu explico mais detalhes sobre a caixa.

Acredito que você vai gostar também.

Instagram Alergialeitedevaca

@alergialeitedevacaAgora temos um Instagram exclusivo para o nosso site.
Visite o aplicativo Instagram e nos procure @alergialeitedevaca para ver as nossas dicas do dia a dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...