3 de dezembro de 2012

Diferença entre Alergia e Intolerância 2

Eu sempre fico admirada como as pessoas que tem um problema podem se conformar em saber tão pouco sobre ele.
Com muita frequência as pessoas acham que Alergia às proteínas do leite de vaca é a mesma coisa que Intolerância à lactose, talvez porque fala-se muito mais em produtos sem lactose e não o suficiente sobre as reações Alérgicas que o leite pode causar.

Aqui seguem as diferenças segundo uma nutricionista e pesquisadora do assunto Dra. Shirley de Campos:

Alergia ás proteínas do Leite de Vaca.
A reação alérgica é uma resposta imunológica do organismo frente a um determinado estímulo (neste caso a ingestão de certas proteínas presentes no leite de vaca, que são a caseína alfa-s1, lactoalbumina e beta globulina (estas últimas ditas proteínas do soro ou séricas). Tal estímulo desencadeia a liberação de histaminas (anticorpo-antígeno) produzindo os sintomas alérgicos como  diarréia, otite, bronquite, erupções cutâneas e corrimento nasal, falta de ar, inchaço, podendo até mesmo chegar ao óbito por choque anafilático.
A alergia é causada por uma predisposição genética e tende a acompanhar a pessoa por toda a vida.


Intolerância a lactose:
A lactose é o açúcar na natural do leite, classificado como dissacarídeo, formado por uma molécula de glicose e galactose. Na indústria láctea a lactose provém energia para bactérias acido láticas (a qual denominamos de fermento lático ou cultivo lático).   Para ser absorvida pelo intestino, a lactose necessita ser quebrada em porções menores por meio da ação de uma enzima chamada lactase,nativa no intestino delgado e na superfície da mucosa intestinal. Quando há deficiência da lactase, mesmo que parcial, as quantidades de lactose ingeridas não são hidrolisadas (quebradas) e permanecem intactas no intestino delgado, atraindo água para a região e provocando dores e edemas. A lactose não absorvida passa então para o intestino grosso sendo, utilizada pelas bactérias (ocorrendo fermentação). Esse processo produz gás e atrai ainda mais água. O resultado é dor, edemas, flutuência e diarréia, além de comprometer a digestão e absorção de outros nutrientes.Cerca de 75% das pessoas no mundo, à medida que envelhecem, perdem a maior parte da sua capacidade de produzir lactase.

2 de dezembro de 2012

Viajando com alérgico: Florianópolis

Em todas as minhas viajens eu sempre procuro planejar o que vou fazer, onde vou passear. E quando chego ao local confiro e sempre anoto onde foi melhor, especialmente para indicar à quem tem alergia ao leite de vaca como a minha filha.
No feriadão de Novembro eu estive em Florianópolis, ou como dizem Floripa, e aqui estão as dicas que salvei para vocês:


- Praia do Forte no lado Norte da Ilha. Maravilhosa para ir com crianças, pois é calma, linda e bem frequentada. Passamos dois dias lá e ficamos no restaurante Pescador Lobo que tem mesas na areia com cobertura, serviço rápido e gentil, a comida é muito boa e atenderam as nossas solicitações de fazer comida sem leite de vaca ou traços dele.
Você pode aproveitar e no caminho visitar o Forte que dá o nome à praia, e além de se maravilhar com a vista conhecer mais sobre a história da Ilha.

- Praia "Barra da Lagoa" onde fica o Projeto Tamar.
Vale a pena chegar cedo e se instalar na Barraca Veredas que tem guarda-sóis e espreguiçadeiras e fica longe da muvuca do centro da Barra da Lagoa. A barraca tem infraestrutura, serve um almoço legal para que tem alergia. Se for de carro deixe-o no estacionamento da barraca e aproveite para visitar o Projeto Tamar, que fica há 2 quadras e vá ver as enormes tartarugas marinhas, o melhor horário é perto das 15h que é quando eles as alimentam.

- Praia de Jurerê Internacional, Norte da Ilha. Cheia de casas e apartamentos maravilhosos, é uma praia bonita, bem frequentada, mas não tem barracas de praia, as opções são restaurantes à beira-mar que se transformam em balada ás 16h e vão até às 22h, horário obrigatório do silêncio no bairro, lá tem a Pachá - Parador 12 - Café de La Music.

- Supermercados - fiquei admirada de encontrar tantos produtos sem leite de vaca. No supermercado Imperatriz de Jurerê tinha tudo o que eu precisava para minha filha alérgica, incluindo chocolate olvebra, biscoitos, pães, etc.

- Shopping Floripa - Paulista tem de visitar Shopping, então escolhemos o Floripa que é Iluminado, espaçoso, e com várias franquias conhecidas na praça de alimentação. Comemos no Bom grille, onde fomos muito bem atendidos e não tivemos problemas em obter uma refeição sem traços de leite de vaca.

Como você pode perceber Floripa tem muitas opções, e como eu estava com as crianças acabei ficando na parte Norte da Ilha, mas tenho certeza que há muitos outros lugares para se visitar.

Como eu já mencionei antes: O maior problema que sempre vejo para quem tem alergia, é a falta de compreensão que as pessoas que lidam com comida tem ao se falar em traços de leite. Seja na minha cidade ou viajando, explicar para quem nos atende que não se pode consumir nada que tenha tido contato com leite, margarina, manteiga, queijo, etc é fundamental para não ter problemas, e se as pessoas conseguirem compreender, a felicidade de ver a minha filha poder consumir a comida e se divertir não tem preço.

Receita Bicho de Pé

Para a fsta de aniversário deste ano da minha filha eu resolvi fazer Bicho de Pé, o famoso brigadeiro Rosa que tantas crianças adoram para combinar com o tema da festa que foi "Monster High".



Bicho de Pé  - versão de colher
Ingredientes
1 lata leite condensado de Soja;
6 colheres de sopa de Moka Morango Instantâneo;
3 colheres de sopa de margarina Becel sem sal;
3 colheres de sopa de creme de soja;
Copinhos plásticos individuais;
Opcional confeitos coloridos para enfeitar.

Preparo
Despeje  numa panela o leite condensado, a margarina, o Moka de Morango, leve ao fogo e mexa até a massa soltar da panela.
Acrescente então o creme de soja e verifique a consistência que deve ficar um pouquinho mais mole do que a de um brigadeiro para enrolar.
Deixe esfriar um pouco e então despeje em copinhos.
Se quiser despeje por cima um pouquinho de confeitos coloridos para enfeitar.

1 de dezembro de 2012

Panetone sem leite de Vaca

Esta é a época do ano em que todos adicionam ao seu cardápio o pão mais tradicional do Natal, o Panetone. Existem váriaz receitas que podem trazer satisfação, mas é sempre mais fácil comprá-los prontos, então abaixo segue as sugestões que encontrei Panetone sem leite de vaca.  
 
Há alguns anos a Village já havia inovado trazendo ao mercado o panetone sem leite, na versão frutas.
Panettone Village Light Panettone de Frutas, com 25% menos calorias e sem adição de açúcar. Alto teor de fibras. Aprovado pela ANAD (Associação Nacional de Assistência aos Diabéticos). 80g 500g.
site oficial Village .

Este ano encontrei o panetone da SOS Alergia, que garante não ter leite, ou traços dele.
Mini Panetone SOS Alergia de Frutas Sem Leite, soja e ovos 280g
Mini Panetone SOS Alergia de Frutas Sem Leite, soja e ovos 280g
Loja SOS Alergia


Lembrando que as sugestões acima não contém leite, mas que mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo, siga seus passos de segurança e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.

12 de novembro de 2012

Receita Brigadeiro de Milho Verde

A pedido da minha filha fiz neste final de semana um brigadeiro de Milho verde, que fez o maior sucesso.
Aqui segue a receita:

Brigadeiro Milho Verde - versão de colher
Ingredientes
1 lata leite condensado de Soja
1 lata de milho verde com o líquido escorrido
2 colheres de sopa de margarina Becel sem sal
3 colheres de sopa de creme de soja
Opcional côco ralado para enfeitar

Preparo
Bata no liquidificador o milho escorrido e o leite condensado, e depois passeos pela peneira.
Despeje  mistura numa panela e acrescente a margarina, leve ao fogo e mexa até a massa soltar da panela.
Acrescente então o creme de soja e verifique a consistência que deve ficar um pouquinho mais mole do que a de um brigadeiro para enrolar.
Deixe esfriar um pouco e então despeje em copinhos.
Se quiser despeje por cima um pouquinho de côco ralado para enfeitar.

19 de outubro de 2012

Receita: Merengue Italiano

Eu fiz um curso de Cupcakes com a Chef Carla Serrano e ela me ensinou a fazer o merengue Italiano que é usado para confeitar cupcakes.

Merengue Italiano
1 e 3/4 de xícara de chá de Açucar granulado Doçucar;
200ml de água;
3 claras em neve;
Opcional: Corante alimentício em gel

Preparo
Bata as claras em neve, reserve na batedeira.
Ferva o Doçúcar com a água até obter ponto de bala mole.
Com a batedeira ligada, despeje a calda sobre as claras em neve e continue batendo até esfriar.
Se quiser utilize o corante para tingir o merengue.
Utilize imediatamente.

12 de setembro de 2012

Biscoitos recheados sem leite de vaca

Recenteme uma amiga nosso no Facebook nos indicou uma marca de alimentos que produz vários biscoitos sem proteínas do leite de vaca: LIANE
Esta semana eu consegui encontrar alguns biscoitos recheados deles, e adoramos!
Imagine a felicidade da minha filha comendo o biscoito recheado igual aos amigos da escola? Ela abriu e falou..ummmm.
Comprei os biscoitos recheados de Chocolate e os biscoitos recheados de Morango.
Eu mandei um email perguntado sobre traços, mas eles ainda não responderam...

Lembrando que as sugestões acima não contém leite, mas que mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo, siga seus passos de segurança e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.

4 de setembro de 2012

Evitando traços de leite em casa

Os traços de leite, como já expliquei anteriormente, é quando durante a preparação de um alimento ele é "contaminado" com pequenas partes de outro, é algo muito importante para os alérgicos.
Infelizmente a maioria das pessoas não tem a menor idéia do que isso significa, e acaba "contaminando' os alimentos dos alergicos com leite de vaca.

Aqui  eu vou dar algumas sugestões para evitar os traços de leite em casa, já que na maioria das vezes as outras pessoas que fazem parte de família do alérgico não tem alergia, e gostam de consumir produtos que contém leite e seus derivados.

- Tenha panelas e formas exclusivas para o preparo dos alimentos sem leite.
Se o material deles for anti-aderente então o cuiado deve ser maior, pois eles absorvem a gordura e costumam guardar os resíduos dos produtos com leite, se tornando tóxicos para quem tem alergia ao leite de vaca.

- Tenha um esponja de lavar louça separada para alimentos sem leite. As esponjas mesmo depois de enxaguadas guardam resíduos das proteínas no leite de vaca.

- Sempre que for preparar os alimentos com leite, evite preparar os sem leite junto, às vezes acidentes acontecem, e usamos a mesma colher, faca ou utensílio sem nem perceber.

- Utensílios como liquidificardor, batedeira, multiprocessadores, tem diversos cantinhos que escondem restos do que preparamos, cuidado com o que foi feito antes de preparar algo para o alérgico.
 

28 de agosto de 2012

Receita: Panqueca

De origem francesa o crepe passou a ser muito apreciado em festas, ele não é muito diferente da panqueca, que pode ser recheada com doces ou salgados.
Eu adaptei uma receita da minha sogra de panquecas para que não contenha leite de vaca, curta ela!

Panqueca Gostosa de Soja
Ingredientes
50ml de Água
50ml de Creme de Soja (Batavou ou Olvebra)
100 ml de farinha de trigo (isso mesmo ML, utilizamos a mesma quantidade de farinha e de líquido, eu uso um copo medidor)
2 ovos
uma pitada de sal
Óleo para untar a frigideira

Preparo
Leve ao liquidificador a água, o creve me soja, os ovos, o sal, bata e deixe batendo enquanto despeja aos poucos a farinha. Quando estiver homogêneo desligue. A massa é bem líquida.

Na Frigideira
Aqueça a frigideira com 2 gotas de óleo, despeje a massa em um xícara de café para medir, e então despeje na frigireira. Espalhe bem a massa rodando a frigireira, deixe-a assar até dourar de um lado e depois vire e asse do outro lado.

Depois de pronta ela pode ser recheada com doces tipo Geléia, doce de leite de soja, chocolate, ou com salgados frango, palmito, legumes, e outros.
Use a imaginação e seja feliz!

25 de agosto de 2012

Viajando de Avião com alergia

Planejar férias para quem tem alergia alimentar significa também se preparar para o que vai ser comido durante a viajem de avião.
Na minha opnião, a maioria das empresas aéreas não está preparada para atender às pessoas que tem alergia ao leite de vaca, principalmente porque todo mundo confunde alergia às proteínas com intolerância à lactose. Mas eu acredito que o importante é nós estarmos preparados, então aqui vão algumas dicas para o planejamento estratégico:

- Faça reserva das passagens aéreas com antecedência, preferencialmente no mínimo de 5 dias de antecedência;
- Procure fazer a rerva por telefone, na maioria das vezes é neste momento que você poderá verificar se há opção de cardápio especial para quem tem alergia ao leite de vaca e outros detalhes;
- Ouvi dizer que algumas empresas aéreas fazem uma separação especial para quem tem alergias graves, não permitindo que sejam consumidos alimentos alergenos nas fileiras póximas ao passageiro alérgico, pergunte na hora da reserva se isso está disponível;
- Sempre leve várias opções de lanches, além de ajudar se não houver opção fornecida pela empresa aérea, eles ajudam no caso de atrasos nos vôos, mudanças de companias;
- As empresas aéreas permitem embarque de alimentos na cabine, mas evite os que contenham líquidos, e os que necessitam de preparação, ou até mesmo aquecimento, os aviões não possuem micro-ondas, e aquecer alimentos que não contém leite com outros que contém podem gerar contaminação;
- Em caso de alergia grave leve sempre à mão seus medicamentos (EpiPen, anti-alérgico, anti-histamínico, corticoide), a maioria das companias aéreas não os tem em seus kits de pronto-socorro. Leve também a receita médica para evitar possíveis mal-entendidos por parte da segurança;
- Se a viajem for internacional, levar uma receita médica na lingua inglesa pode ajudar na hora de entrar em outro país com os medicamentos necessários para emergências;
- Quando entrar no avião procure o Chefe de cabine (Aeromoça) e informe que o passageiro tem alergia, isto pode ajudar se houver algum problema inesperado.

Boa viajem..

22 de agosto de 2012

Receita: Mousse de Maracujá sem leite de Vaca

Que tal fazer uma sobremesa linda para comer no final de semana?
Este Mousse de Maracujá além de ser fácil de fazer e ficar linda num potinho também pode ser congelada.

Ingredientes
1 lata de Leite condensado de Soja (Olvebra)
1 medida da lata do leite condensado de Suco de Maracujá concentrado
1 caixinha de Creme de Soja (Batavo ou Olvebra)
1 pacote de biscoito tipo champagne (eu usei da marca Biscoito Paulista)
Granulado de chocolate (eu usei o da marca Dori)
Potinhos individuais

Preparo
No liquidificador coloque o leite condensado, o suco de maracujá e o creme de soja. Bata bem até ficar homogêneo.
Pegue os potinhos individuias, quebre 1 biscoito champagne em 2 ou 3 pedaços e coloque no fundo do potinho.
Depois despeje a mousse sobre os biscoitos.
Por último salpique um pouco de granulado por cima.

Pronto! Mousse para alérgicos ao leite de vaca e intolerantes à lactose.

Lembrando que as sugestões dos fornecedores acima não contém leite, mas que mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.

13 de agosto de 2012

Globo Reporter fala de alergias, inclusive ao leite de vaca

No dia 10 de Agossto o programa Globo Reporter mostrou uma matéria especial sobre alergia.
Falou sobre alergia ao látex, alergia os animais, e alergia ao leite de vaca.

A parte da matéria que mais me interessou claro foi sobre alergia ao leite de vaca, falar em cadeia nacional que a alergia pode matar por uma médica renomada é algo que pode fazer uma enorme diferença para a minha vida, na verdade para a vida de muitas pessoas.
Afinal o pior inimigo do alérgico é a ignorância das pessoas:
Do garçon que não presta atenção às recomendações no preparo para que não hajam traçoços no alimento que será consumido, nas empresas que não colocam em seus rótutos que os produtos contém traços de leite, do cozinheiro que prepara numa mesma panela ou chapa um produto com queijo antes de fazer uma carne que será servido ao alérgico.
Os traços para pessoas, que como a minha filha tem severas reações quando entra em contato com as proteínas do leite da vaca, pode ser fatal.

A outra coisa interessante foi mostrar o tratamento que vem sendo feito pela Dra Ana Paula Moschione Castro em sua clínica IMA, é uma esperança para tantos, mas deve-se ter cautela, pois é um tratamento inovador ainda em fase experimental.
Eu posso falar um pouco sobre dessensibilização pois a minha filha, que tem reações alergicas mediadas semelhantes a do menino da reportagem, incluindo dificuldade respiratória por inalação ao vapor da proteína do leite, também fez o tratamento, mas não tivemos a mesma felicidade e tivemos de parar o tratamento por causa de reações alérgicas não mediadas, mas é outra história a ser contada...
Sobre o tratamento, quando falamos de ser inovador pode parecer ridículo para muitos, pois a idéia de como o tratamento é feito é muito antiga, lembra a homeopatia, mas a forma com que é feito é que é inovador.

E quando falamos em ser experimental é porque algumas respostas ainda não foram respondidas:
- Se a pessoa parar de tomar as doses diárias e obrigatórias de leite o que vai acontecer?
- Ao longo dos anos o que vai acontecer com o alérgico que ficou tolerante?
Mas temos de olhar pelo lado bom, e ver que o tratamento ajuda aqueles que correm risco de vida, e que podem sofrer uma asfixia ao ter contato com inadvertidamento com produtos que tenham as proteínas.
O melhor de tudo é que a cada dia temos mais atenção sobre as doença que atinge cada vez mais a população, e a informação é a maior arma contra ela.

Leia a reportagem do Globo Reporter: AQUI

10 de agosto de 2012

Globo Reporte tem especial sobre a Alergia

Hoje dia 10 de Agosto após a novela das 20h o Globo Reporter apresentará o programa  "o que fazer para lutar contra as alergias".
 Os tratamentos médicos estão mais eficientes? E agora, no período mais crítico do ano, o que fazer?
 O link da chamada do programa.

Não perca!

6 de agosto de 2012

Produtos de Beleza cuidados

Para as pessoas que não estão acostumadas a lidar com a alergia parece um absurdo falarmos para ter muito cuidado na escolha de produtos de higiene por causa das proteínas do leite.
A cada dia há mais protudos que se utilizam das propriedades do leite para o benefício da beleza, mas para os alérgicos precisamos ter muito cuidado e ler os rótulos.

Quando minha filha tinha perto de 1 ano de idade ela teve uma assadura muito feia, e a médica sugeriu que eu lavasse com um sabonete próprio para a área genital para crianças (Dermacyd).
Na época, eu não fazia idéia que o produto poderia conter leite, e assim minha filha teve uma piora na assadura, e eu, a duras penas, descobri que sabonetes também levam proteínas do leite.

Então sempre que for comprar produtos industrializados leia o rótulo. se for necessário, carregue uma lupa na bolsa, você se surpreender com a quantidade de produtos que contém proteínas do leite em sua fórmula.

27 de julho de 2012

Petit Gateu sem leite de vaca

Esta semana adaptamos a receita do famoso bolinho Petit Gateu, que se come quente, para os alergicos à leite de vaca.
Além de ter ficado delicioso, aproveitamos para comer com o recém adquirido sorvete de baunilha da Tofutti, foi um sucesso!

Petit Gateu sem leite de vaca
Ingredientes
- 200gr de Chocolate de Soja (Olvebra).
- 100gr de Margarina Becel + um pouco para untar as formas.
- 1/2 xícara de Farinha de trigo + um pouco para enfarinhar as formas.
- 100gr de açúcar.
- 3 ovos.

Preparo
- Bater os ovos e o açucar na batedeira até ficar claro.
- Derreter o chocolate e a margarina em banho maria, ou no micro ondas.
- Junte o chocolate derretido aos ovos batidos, misture com uma espátula; depois acrescente a farinha de trigo e misture até ficar homogêneo.
- Unte pequenas formas(pode ser tipo usada para fazer empada) com Margarina Becel e depois polvilhe com a farinha de trigo.
- Despeje a massa nas forminhas, deixando uns 2 dedos sem preencher, pois a massa cresce um pouquinho.
- Pré-aqueça o forno e leve a massa para assar de 6 a 10 minutos em fogo alto até os bolinhos começarem a crescer, mas observe que o meio deve ficar molinho.
- Desenforme assim que os tirar do forno e sirva com sorvete.

25 de julho de 2012

Sorvete sem leite: Tofutti


 
Há muito tempo eu estou procurando um sorvete de consistência cremosa, a empresa Tofutti resolveu o meu problema.
A linha Pint Premium (latas cremosas) é oferecida nos sabores Vanilla, Chocolate Supremo, Wildberry Supremo (frutas vermelhas), Vanilla Almond Bark (Amêndoas) e Chocolate Better Pecan (Nozes).  As outras opções são Stick treats (palitos), Tofutti Cuties e Yours trully que é um sorvete de casquinha no sabor baunilha com cobertura crocante de chocolate, este foi o experimentado hoje, e a minha filha adorou!

Por ser um alimento vegano (não contêm ingredientes de origem animal), os sorvetes são isentos de lactose e de proteínas do leite, curta todos e comente qual foi o seu favorito.

Onde encontrá-los.

4 de julho de 2012

Lista de Produtos do Habibs com e sem leite

A nossa amiga  do facebook Michele Valadão entrou em contato com a rede de lanchonetes Habbib's solicitando informações sobre produtos contendo alérgenos (leite e ovo e seus derivados), veja aqui a resposta dada pela empresa:

"Prezada Sra. Michele,

Agradecemos seu contato e interesse em nossos Produtos e Serviços.

Informamos que o Cardápio Habib’s oferece produtos os quais contém seus complementos individuais de acordo com a composição da Receita.

Segue a relação de Produtos que contém Leite e seus derivados (Margarina).
- Sorvetes / Leite.
- Mousse de Chocolate / Margarina.
- Pudim / Leite condensado e Leite pausterizado tipo B.
- Torta crocante / Creme de Leite.
- Pastel de Belém, Bib’storta Romeu e Julieta, Bib’s torta Banana / Margarina.
- Produtos de Massa Folhada / Leite em pó, Margarina e Creme de Leite.
- Coalhada Fresca e Seca / Leite pasteurizado e Iogurte Natural.
- Brigadeiro / Leite Condensado e Creme de Leite.
- Quindim /Margarina Creme.
- Doces Árabes / Leite em pó, Manteiga sem Sal.
- Creme de Papaia / Leite Integral.
- Disco Pizza / Margarina.
- Beirute / Cheddar e Catupiry.
- Bib’s Chicken Salad / Catupiry e Maionese.
- Bib’s Burguer Cheese / Cheddar.
- Double Habib’s / Cheddar e Maionese.
- Bib’s Burguer Salad / Cheddar, Catupiry e Maionese.
- Bib’sfira Espinafre / Molho Alfredo (a base de leite) no preparo do espinafre.
- Bib’sfiha Queijo / Ricota e Queijo Minas.
- Bib’sfiha Folhada / Margarina para Folhados.
- Bib’s Bauru / Mussarela e Queijo tipo Cremily.
- Massa Fogazza / Margarina.
- Bolinho de Bacalhau Recheado / Mussarela e Queijo tipo Cremily.
- Bib’s dog / Cobertura de Mussarela.
- Vingador / Queijo Mussarela e Maionese.
- Pastel de Queijo / Queijo tipo Minas Frescal.
- Mini Kibe Cremily / Queijo tipo Cremily.
- Mini Kibe Coalhada Seca / Coalhada de Leite Integral.

Segue produtos que não possuem na receita ovos e produtos derivados de leite:

- Kibe
- Charuto de uva
- Charuto de repolho
- Abobrinha recheada
- Kafta
- Kibe Crú
- Tabule


Permanecemos à disposição, para eventuais dúvidas.
Cordialmente,

Vanessa Lana
Serviço Alô Tia Eda
www.habibs.com.br
Habib's é a uma rede brasileira de fast-food, especializada em comida árabe.

27 de junho de 2012

Novo Creme de soja no Mercado

A Olvebra acaba de lançar um Creme de soja livre das proteínas do leite de vaca e sem lactose, ótimo para os alérgicos à leite e para os intolerantes à lactose.
Eu comprei hoje os meus para testar, quando chegarem eu conto o que achamos.

ATUALIZANDO : 25/07- Testamos e adoramos. O creme é leve, lembra muito o chantili, ótimo para comer com salada de frutas, e outros doces. também é ótimo para comer com salgados por não ter aquele sabor de baunilha característico do produtos de soja.

26 de junho de 2012

Lanche de chocolate

Quem não gosta de fazer um lanchinho, se for de chocolate então... melhor!
A Olvebra lançou mais uma novidade nesta área, é doce de biscoitos wafle com camadas de chocolate, coberto de chocolate num tamanho um pouco maior, seu nome?
Choco soy break.

Minha filha aprovou e já estou encomendando a minha segunda remessa...
 

Receita Doce Quebra-Queixo

Uma cocada que lembra a minha infância, deliciosa, mas sempre tenho medo de comê-la na Rua, feita por outros.
Então decidi fazer aqui em casa uma Cocada Quebra-Queixo usando a receita do Tudo gostoso e ficou ótima!
Aqui vai a receita que é sem leite de vaca:

Quebra-Queixo
Ingredientes
1 prato (fundo) de coco fruta ralado grosso
1 prato (fundo) de açúcar
1 limão taití espremido
3 pratos (fundo) de água
1/2 copo de água
Margarina Becel para untar um pirex

Preparo

Fazer uma calda com o açúcar, o limão e o três pratos de água
Quando a calda começar amarelar acrescentar o coco ralado e ficar mexendo até atingir a cor marrom característica do doce e a água ficar quase seca.
Acrescentar meio copo de água e após 1 minuto tirar do fogo e passar para um pirex ( Essa última água é para não ficar duro).
O doce fica meio molenga, mas depois que esfria endurece.
Guardar fora da geladeira.

24 de maio de 2012

Receita: Bolo de ligue-ligue

Apelidado de Bolo de Ligue-ligue pela minha mãe, este  é um Bolo salgado de Polvilho, delicioso no lanche ou no café da manhã, adaptado aqui para que é alergico ao leite de vaca.

Bolo salgado de Polvilho
Ingredientes
150 ml de água fervente
3 Ovos
100 ml de óleo vegetal
400 gm de farinha polvilho doce
1 coler de sopa de fermento
sal a gosto

Preparo
Misture o Polvilho, os ovos, o sal e o fermento em um recipiente que possa receber água fervente.
Coloque em uma panela o óleo e a água para ferver, quando levantar fervura despeje sobre os outros ingredientes anteriormente misturados e misture bem até formar uma massa homogênea.
Ela deve ter uma consistência meio líquida mesmo.
Despeje a massa em uma forma pequena untada com óleo e leve ao forno até dourar.


22 de maio de 2012

Receita Sequilhos de Fubá

Hoje testei uma receita enviada pela escola da minha filha. Eu adaptei a receita para que os alergicos ao leite de vaca possam consumí-la.

Sequilhos de Fubá
Ingredientes:
100 grs de fubá
100 grs de açúcar
100grs de margarina Becel sem sal em temperatura ambiente
1 ovo, levemente batido
250 grs de amido de milho

Modo de preparo
 1- Em um recipiente misture o fubá, o açúcar e a manteiga.
2- Misture bem com as mãos, amassando bem.
3- Bata ligeiramente o ovo e acrescente à massa e mexa bem.
4- Aos poucos, vá adicionando o amido de milho até que a massa desgrude um pouco dos dedos e já esteja no ponto de enrolar.
5- Pré aqueça o forno a 180* C
6- Modele os biscoitos e transfira para a forma.
7- Leve para assar por 30 min. ou até que os biscoitos estejam levemente crocantes e sequinhos.
 

19 de maio de 2012

Evento Gluten Free - zero Lactose

No final de semana do dia 02 de Junho acontecerá um evento muito interessante para que não pode lactose.
Infelizmente nem tudo o que é sem lactose é isento das proteínas do leite, mas muitas vezes os produtos sem lactose são bons para os alérgicos à leite.
E é sempre muito bom termos a sociedade descobrindo que o leite pode fazer mal à algumas pessoas.
Se você quiser saber mais sobre o evento visite o site:www.semglutenzerolactose.com.br.

9 de abril de 2012

Viajando com alergico: Fortaleza

Toda viajem pede um planejamento: onde visitar, locais para conhecer, restaurantes especiais para comer, lojas para fazer compras, etc.
E para quem tem alerrgia este planejamento precisa ser ainda mais minucioso: qual local terá estrutura para me atender é a principal questão.
No final do mês de Março estive com minha filha na cidade de Fortaleza, a capital do Sol, e agora vou dividir com vocês minhas decobertas.
Os principais passeios são:
- Cumbuco, uma bela praia rodeada por dunas, onde tem o tradicional passeio de bugy, com ou sem emoção.
Não fizemos passeio de buggy, mas aproveitamos 2 dias na Barraca mais estruturada do local, a Barraca Velas de Cumbuco.
Além de cadeiras de praia, chuveiros na praia e no banheiro, trocador para bebês, lojinha de conveniência, área com derádio para descanço após o almoço, o chefe de cozinha foi extremamente atencioso e nos preparou um excelente peixe na braza, que acompanhava arroz, batatas fritas, sem proteínas do leite de vaca, ou traços dele.

- Praia do Futuro, a praia mais próxima do centro, com várias barracas para serem visitadas durante o dia usa-se a praia, e nas noites de quinta-feira come-se carangueijo e se dança forró.
Fomos 2 vezes à barraca Croco Beach que é extremamente bem organizada, com uma linda piscina de azuleijos e outra com escorregadores para crinaças, chuveiros espalhados pela praia, laguinho com carpas, vários locais à sombra para almoçar, palco para shows, loja de conveniência, café, cabelereiro, e cozinha variada. Lá o chefe da cozinha nos preparou uma peixada muito boa, e no outro dia um peixe na braza, ambos totalmente sem leite de vaca, ou traços dele.

- Beach Park, o parque aquático mais famoso do Brasil, onde tem vários toboáguas para crianças e adultos, piscinas de ondas, parque dedicado ás crianças pequenas, lockers, chuveiros, trocadores, restaurante self service, e lanchonetes.
Lá não fomos tão felizes, apezar do Chef Josélio ter sido muito atencioso na primeira vez que conversei com ele, seu auxiliar na chapa cometeu o erro de utilizar a mesma espátula para fazer a carne da minha filha, fazendo com que após comer ela tivesse uma reação de urticária ao redor da boca e no quadril onde tocou com sua mão suja da comida.
Por sorte tomando o anti-alérgico e ao lavarmos ela melhorou, então o Chefe preparou pessoalmente um novo prato de frango com arroz, e não tivemos mais problemas.

- Churrascaria Sal e Braza na Av. da Abolição. Excelente resturante, muito com a cara de churrascaria de Sp, com ar-condicionaddo, com buffet de saladas, arroz, batatas fritas, macarrão sob "encomenda", muitas carnes, e um sushi-man extremamente atencioso que preparou tudo sem leite para minha pequena adoradora de sushis e sashimis de salmão. E tem uma área especial para crianças, com brinquedos, piscina de bolinhas, jogos eletrônicos e cama elástica.

O maior problema que sempre vejo para quem tem alergia, é a falta de compreensão que as pessoas que lidam com comida tem ao se falar em traços de leite. Seja na minha cidade ou viajando, explicar para quem nos atende que não se pode consumir nada que tenha tido contato com leite, margarina, manteiga, queijo, etc é fundamental para não ter problemas, e se as pessoas conseguirem compreender, a felicidade de ver a minha filha poder consumir a comida e se divertir não tem preço.

4 de abril de 2012

Kit Pascoa com Lata Princesas com Chocolate de Soja

Nesta Páscoa a minha filha queria um Ovo da personagem Jolie que vinha com uma lata e claro um ovo de chcolate ao leite que ela não pode. O nosso diálogo:
_Mãe compra o ovo da Jolie pra mim?
_Mas querida vc não poderá comê-lo...
_Não tem problema eu quero só a lata, vc pode comer o ovo...
_E qua tal se a mamãe fizer uma surpresa, que tenha chocolate que você pode comer e mais alguma coisa bem legal?
_Oba!

Então eu fui e montei um Kit de Páscoa com lata e chocolate para ela, e outro semalhante para a minha outra filha.
Nele vai uma lata decorada das Princesas que serve para guardar mil coisas, um coelho de chocolate livre de proteínas do leite, e 3 Chocosoy Mais livre de proteínas do leite.
Abaixo estão as fotos dos dois kits, depois eu conto como foi a recepção do presente...


19 de março de 2012

Pipoca adorada

Aqui em casa todo mundo adora pipoca, seja de panela ou de micro ondas.
Ela tem fibras, vitaminas e vale por um lanche, e fora de casa às vezes facilita.
Muitas vezes numa festinha infantil onde o alergico à leite de vaca não pode consumir quase nada eu recorro à pipoca.
Levo o meu pacotinho dentro da lancheira e peço pra estourarem no microondas.
aqui algumas sugestões que consumimos sem problemas:
- Yoki Popcorn sabor chocolate - para micro-ondas.
- Yoki PopCorn natural com sal - para micro-ondas
- Hikari  PopCon natural light - para micro-ondas.


Lembrando que as sugestões acima não contém leite, mas que mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.

3 de março de 2012

Qualidade de vida, é ser forte

Um velho ditado diz:
"O que não te mata, te faz mais forte."
Eu não sei o quanto isso é verdade, mas eu optei para ver como: as dificuldades nos tornam pessoas melhores se optarmos por superá-las.
Não é fácil conviver com pessoas doentes, com risco de ter reações alérgicas que podem te levar ao hospital e mesmo à morte, mas se vivermos no medo o que será de nós?
Viveremos escravos de nossos medos, não teremos qualidade de vida, então eu optei por me tornar mais forte, e ter uma vida o mais normal possível.
Para isso ser possível, eu estou sempre lendo sobre alergia, as novidades que os médicos descobrem, sobre alimentos, e claro sempre aberta a sugestões para alternativas em todas as áreas.
E eu tenho prazer em dividir com pessoas que tem o mesmo problema que eu. Se alguma pessoa puder aproveitar minhas dicas, receitas, ou mesmo as minhas experiências para ter uma vida melhor eu já senti que cumpri a meta do meu Blogg.

Então sinta-se à vontade para fazer perguntas, comentários e mesmo elogios... eu sempre respondo à todos eles.

Substitituindo o leite de vaca em receitas

A maioria das receitas contém leite, a para o alergico ao leite de vaca não é fácil fazer a substituição.
Porque a maioria dos leites de soja em caixinha contém açucar e baunilha tornando as receitas com sabores muito típicos e alterando totalmente a receita final.
Mas com o passar do tempo eu aprendi a usar o creme de soja da marca Batavo, ele não tem um sabor de soja muito forte, tem a consistência de um creme de leite de vaca, e diluído faz o papel do leite de vaca em qualquer receita que possa ser necessário.
Como eu faço?
Se eu precisar do leite diluo o creme de soja numa proporção de 1:1, 1 de creme de soja - para 1 de aguá.
E lá em casa usamos o creme de soja para tudo, sejam brigareiros de colher, a Strogonoff e todo mundo adora!

1 de março de 2012

Páscoa à vista

A Páscoa está chegando, e isso significa ovos de chocolate por toda a parte, sem falar na data celebrada que sempre tem troca de ovos, coelhinhos e afins de chocolate.
Os alérgicos ao leite de vaca não precisam ficar fora desta.
É possível encontrar algumas opções gostosas e muito lindas, sem falar que podemos ser criativos e montar kits para as crianças.
Neste ano vou comprar uma lata com um tema (tipo barbie, moranguinho, etc) e vou colocar dentro chocolates diversos para a minha filha, vai ser semelhante aos ovos que vendem nos mercados.

Veja aqui onde você pode encontrar algumas opções sem leite e mesmo sem soja:
- Olvebra : Coelhos - Ovos de Páscoa - Outros chocolates, incluindo Bombons. Contém Soja.

- Sos Alergico - Algumas opções até sem soja.

22 de fevereiro de 2012

Padaria em casa

No começo do ano comprei uma máquina de fazer pão, a tal "panificadora".
Foi ótimo, pois além de evitar comprar pães que contenham traços de leite, nós passamos a comer pão quentinho pela manhã, já que é possível programá-la para fazer tudo sozinha.

Aqui segue a receita que tenho feito:
Configurando a máquina: Escolher pão tipo francês.

Pão frances com ervas e Azeitona
Ingredientes da massa
-500g de farinha de trigo
- 250ml de água fria
- 1 saquinho de fermento biológico seco
- 1 colher de sobremesa de açúcar
- 1 colher de sopa da sal
- 1/4 de xícara de óleo vegetal
- 1/2 xícara de azeitonas verdes picadas
- 3 colheres de sopa bem cheias de oregano seco.

Preparo
No recipiente da máquina coloque primeiro todos os líquidos, depois o sal, o açucar, a azeitona e o oregano.
Depois despeje a farinha, e faça um buraco para colocar o fermento totalmente separado os outros ingredientes (se o fermento encostar na agua, no açucar ou no sal antes da máquina  começar  a funcionar o pão não cresce) (estas dicas são para fazer o pão pré-programado, hoas antes)


Sugestão de outros recheios
- Calabreza fatiada
- Palmito

Comendo fora com alergicos ao leite de vaca

Não é simples comer fora de casa quando se tem alergia alimentar, se a alergia for ao leite de vaca, a situação fica ainda mais delicada.
Primeiro porque quase todos os alimentos tem leite, seus derivados ou são processados junto com os que tem leite, causando os traços de leite.
Segundo porque a maioria das pessoas não tem a menor idéia do que significa a alergia, ou mesmo que por exemplo margarina, queijo, manteiga possam desencadear reações que podem levar pessoas ao hospital ou o que é anafilaxia.

Em muitos restaurantes é comum se usar manteiga, ou margarina para "desenformar" o arroz, o que o deixa mais soltinho, mas geralmente não é incluido na lista de ingredientes da receita do arrroz, o restaurante "Viena" é um deles.
Sucos também podem ser perigosos, a "Limonada Suíça" é comumente adoçada com leite condençado, assim como o suco de cupuaçu e até mesmo, pasme suco de caju. Um suco de caju causou a primeira anafilaxia da minha filha.
As chapas de muitos restaurantes estão cheias de queijo, e mesmo uma limpesa superficial não resolve o problema para a maioria dos alérgicos ao leite.

Então quando sair para comer fora, procure o chef, ou nutricionista, ou mesmoo o cozinheiro e explique detalhadamente que não pode ingerir leite, manteiga, margarina, queijo, nem seus traços, se possível explique as reações que você tem, pois assim você consiguirá com que eles tenham maior cuidado com os alimentos preparados para o alergico.
Outra sujestão que eu inclusive já mencionei aqui é fazer cartões de visita com os alergenos e com detlhes sobre os traços para serem entregues. Eles ajudam aos funcionários a não esquecerem dos ingredientes que o alergico não pode, e como não contaminar o alimento que será preparado..

21 de fevereiro de 2012

Festas: enfeitando doces

Toda a comida fica mais atraente se enfeitada. Com bolo e docinhos não poderia ser diferente.
Para sorte dos alergicos ao leite de vaca, existe uma grande variedade de confeitos para decorar doces.

Aqui seguem alguns exemplos:
- Confeito granulado de chocolate. Marcas que não contém leite: Garoto, Dori (esta marca inclusive fala de alergenos em sua lista de ingredientes).
- Bala de Goma. Dori

EDITADO 15/08/2012.
- Confeitos Figuras Crocante. Tem figura de coração, de boquinhas, de bolinhas, estrelhinhas e outras em diversas cores. Ontem fui ao mercado e decobri que a Marca: Mavalério agora em suas embalagens diz que pode conter traços de leite. Nós nunca tivemos problemas de reações com o produto, mas não aconselho aos alergicos ao leite de vaca comprarem por ser um risco.



Lembrando que as sugestões acima não contém leite, mas que mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.

14 de fevereiro de 2012

Minha história

A minha filha é alergica ao leite de vaca desde os 7 meses de vida.
Minha filha nasceu em 2004 e eu a amamentei, exclusivamente até o 6º mes, desde os primeiros dia de sua vida ela teve refluxo, doença que faz com que o leite retorne após ser ingerido, algo muito parecido com vômito.
Aos 4 meses ela ganhava bem peso, mas algo aconteceu e ela passou a recusar a ser amamentada, e o parou de ganhar peso, como crescia ao 6º mes ela já apresentava aumento de peso abaixo da linha do percentil 30, o que é muito ruim para qualquer bebê.
Preocupados com o ganho de peso, a pediatra nos indicou que introduzíssemos os alimentos, inclusive ricota, e mesmo outros produtos que continham leite de vaca. Nós tentamos, mas ela não comia, e quando esbarrávamos o leite nela ela ficava vermelha.
Aos 7 meses, ela não gostava de comer nada, nem mamar, então um dia demos para ela uma mamadeira de leite de vaca, tipo uns 100 ml, ela tomou e desenvolveu uma febre que não baixava.
Cismada com o diagnóstico eu pesquisei na internet e solicitei para a pediatra que fizéssemos um RAST para alergia de leite.
Foi então que descobrimos que ela era alergica ao leite de vaca, e uma dieta de restrição para ela foi iniciada, mas até então eu não sabia que deveria entrar em dieta também, e continue amamentando ela até 1 ano e 3 meses.
As reações que ela tinha ao leite de vaca eram: vômito, vermelhidão na pele quando tinha contato, diarreia.
Os anos passaram e a alergia dela continuou  aumentando, a cada Rast que fazíamos a resposta à Caseína aumentava, o que segundo os médicos é a proteína que dá o prognóstico da alergia.
Aos 4 anos de idade ela teve uma anafilaxia respitarória, por ingestão de um suco de caju que adoçaram com leite condensado, um acidente... Fomos para nos hospital porque ela não conseguia respirar.
A partir daí ela não podia mais comer nada, nem com traços, que ela rapidamente entrava em anafilaxia respiratória.
Para uma criança não é uma vida fácil, cheia de restrições, não poder nem que os amigos que comeram brigadeiro pudessem enconstar nela que ela já ia parar no hospital.
E para piorar as estatísticas não são muito boas para quem passa dos 5 anos de idade e tem alergia ao leite de vaca. 
Ela então fez 6 anos e decidimos procurar uma solução que nos ajudasse.
Ouvimos falar de um tratamento de dessensibilização, ele ainda está em testes, ainda não há um protocolo totalmente definido, mas entre correr risco de vida a cada dia, e tentar uma solução nova, escolhemos a solução.
Ela começou o tratamento dia 21/09/2011, e muita coisa mudou, mas no meio do caminho ela teve uma reação alergica não mediada, vômitos, causados por uma esofagite eosinofílica, e tivemos de estacionar no tratamento.
Hoje ela tem 7 anos, continua com restição total de alimentos que contenham leite de vaca, mas ela é uma garota saudável, e tenho fé que um dia ela vai superar.

Eu decidi escrever este Blogg em 2009, para dividir e multiplicar conhecimentos.
Se você tiver dúvidas, comente, eu sempre respondo.

Doença causada por alergia

Mais uma prova de que as proteínas do leite de vaca podem passar da mãe para o bebê atravez do leite materno.
E que se a criança for sensibilizada pode ter reações alergicas.
"
Colite induzida por proteínas alimentares
Trata-se de uma doença intestinal causada por alergia a alguma proteína da dieta, em geral do leite de vaca ou da soja, que ocorre especialmente em crianças pequenas. Pode iniciar até mesmo no 2º mês de vida em bebês que são alimentados exclusivamente com o leite materno. Frações de proteínas do leite de vaca da dieta materna são detectadas no leite humano e podem sensibilizar o lactente. Entretanto, em geral, os sintomas iniciam logo após o desmame. As crianças podem apresentar vômitos, diarréia, cólicas, pequena perda de sangue nas fezes, que raramente causa anemia, e dificuldade para ganhar peso e estatura. Além dos alimentos citados, outros, como ovo, arroz, aveia e aves domésticas podem ser responsabilizados.
O diagnóstico é obtido através do desaparecimento dos sinais clínicos após a eliminação da proteína alimentar causal da dieta. A reintrodução do alimento leva ao reaparecimento dos sintomas dentro de algumas horas ou dias.Não há melhor teste diagnóstico do que esse.
O exame endoscópico pode mostrar a inflamação e as erosões na mucosa, com sangramento. A biópsia revela infiltração eosinofílica, que é característica da doença alérgica intestinal. Os testes cutâneos (prick teste) e o RAST são caracteristicamente negativos. Não há referências na literatura da indicação de outros testes diagnósticos.
O tratamento consiste, portanto, na retirada completa do alimento envolvido da dieta, levando a uma melhora dos sintomas em poucos dias (2-3). Entretanto, a resolução das lesões intestinais só ocorre após um mês ou mais do início da exclusão apropriada do alimento causal.
A maioria das crianças melhora da alergia alimentar após os 2-3 anos de vida, porém algumas mantêm a hipersensibilidade ao longo da infância.


fonte: ASBAI

13 de fevereiro de 2012

Limpeza demais faz até mal


Como diz a propaganda de um certo sabão em pó, sujar faz bem.

Uma amiga da minha irmã recentemente nos lembrou de como tomar banho com sabonetes antibacterianos podem ser prejudiciais à saúde.
Não é saudável remover 99% das bactérias da pele, pois nem todas as bactérias são patogênicas (causadoras de doenças). Todos nós temos uma flora de defesa na pele, e nos orgãosd internos, boca... em todo lugar. (Lembre-se que tomamos iorgutes com lactobacilos (bactérias) vivos para proteger a flora intestinal?). Então os sabonetes antibacterianos removem 99% das bactérias, e diminuem as nossas defessas, e baixam a imunudade e aumentam casos de alergias
A industria farmaceutica não está interessada apenas na sua saúde, há os lucros.
Lavar bem as mãos com sabonetes comuns, neutros, glicerinados, ou qualquer um a sua escolha é a solução. Os bactérianos só em casos específicos.
Criar as crianças com sabonete antibacteriano é abrir uma porta para as doenças autoimunes, e alergias. Se sujar faz bem. Fortalece o sistema imunológico.
Os mais antigos devem se lembrar como corríamos na rua, brincávamos descalços e muitas vezes até bebemos água de torneira. Os cuidados com a higiene devem ser usados sempre, mas  com  bom senso.


fonte: Rejane

11 de fevereiro de 2012

Como confirmar que é alergia ao leite de vaca?

Se você suspeita que tem, ou seu filho/a tem Alergia ao Leite de Vaca o primeiro passo é procurar um Alergologista.
Este médico então solicitará alguns exames :

1- RAST: exame de sangue que pesquisa a presença de anticorpos IgE do alimento suuspeito de desencadear a alergia alimentar.
2 -Prick test - um teste realizado na pele, passando o alergeno do alimento suspeito nela, e fazendo uma leitua após um período. A reação é considerada positiva quando surgirem pápulas no local, significando que a pessoa tem anticorpo IgE para o alimento testado.


E se der positivo?
Ter uma resposta positiva à um teste de alergia, nem sempre que dizer que o paciente tenha reações alérgicas. Ou seja, apenas se houver manifestação clínica associada diretamente à ingestão do alimento, os exames podem ser considerados como diagnóstico de sensibilização (alergia) ao alimento.

10 de fevereiro de 2012

Ingredientes disfaçados e perigosos

Para os Alergicos ao Leite de vaca, é muito importante ficar atento com os rótulos, que muitas vezes trazem ingredientes que contém as proteínas do leite, mas tem nomes que não aparentam.

Veja abaixo uma lista de nomes de ingredientes que devem ser evitados por que tem Alergia ao leite de vaca, pois podem conter leite:
Aroma de queijo
Caseína
Sabor creme da Bavária
Caseinato
Sabor creme de coco
Lactoalbumina
Sabor de açúcar queimado
Lactoglobulina
Sabor de manteiga
Lactose
Sabor iogurte
Lactulose
Sabor leite condensado
Proteínas do soro
Sabor queijo
Soro de leite
Whey protein
Sabor artificial de manteiga
Soro de Manteiga

Fonte:   Alergialeitedevaca.com.br

9 de fevereiro de 2012

Lanches práticos par alérgicos

Não vivemos só de almoço e janta.
Já foi divulgado por vários médicos, e mesmo por nutricionistas, que para termos uma alimentação saudável devemos incluir lanches nos intervalos das principais refeições, ou seja, pelo menos 2 lanches diários, um pela manhã e outro pela tarde.
E convenhamos, escolher lanches práticos, que estejam prontos para uma saída rápida, podem facilitar muito a vida moderna de todos nós.

Então aqui seguem algumas sugestões de lanches prontos sem leite de vaca, derivados ou traços, para serem levados, tanto para adultos, que no geral querem algo com menos calorias, como para crianças, que geralmente precisam de algo que sustente o crecimento.

Biscoitos: Minis Mix de Aveia e Cacau; Mix de Grãos e Mel; Cookie organico sabor chocolate; que são vendidos em pequenos pacotinhos.


Chocolate: Pops de Chocosoy da Olvebra, Choco Soy Mais, Barrinha de Choco Soy tradicional, Barrinha de ChocoSoy crispies.

Bolinhos prontos Bolinho Integral com Castanha do Pará e Bolinho Integral com Sete Grãos da Suavipan.



Lembrando que as sugestões acima não contém leite, mas que e mesmo já tendo sido testados por mim, muitas vezes as fábricas fazem alterações, portanto antes de consumir leia o rótulo e se achar necessário ligue para o Sac do fabricante.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...