29 de outubro de 2014

Testes de alergia: falando um pouco

A alergia é uma doença muito complicada de ser diagnosticada.
Vou tentar falar sobre algumas possibilidades quando realizamos exames para tentar ajudar quem está tentando descobrir se o problema de saúde é alergia.

Em primeiro lugar, sempre é necessário que um médico, de preferência alergista, analise o caso e
ajude a orientar o paciente tanto em exames quanto em condutas. Fazer tudo sozinho pode levar a erros que podem custar a vida do paciente.

Quais os testes mais comuns para diagnosticar a alergia?
São principalmente 2:
RAST: exame de sangue que pesquisa a presença de anticorpos IgE (responsáveis pela alergia) para o alergeno suspeito de desencadear alergia.
Teste cutâneo ou Prick test: teste realizado na superfície da pele usando alergenos suspeitos. Se após 20 minutos houver a aparição de pápulas (bolinhas vermelhas) no local mostra que houve reação alérgica na pele da pessoa, indicando que esta pessoa tem anticorpo IgE para este alergeno.


Se o Teste cutâneo ou PRICK positivo quer dizer que a pessoa tem alergia?
- Não. A alergia requer sintomas clínicos. Se o teste der positivo e não tiver os sintomas clínicos, é possível que o organismo reaja ao alergeno testado, mas que a pessoa não tenha alergia à ele.

Se o Teste de sangue ou RAST positivo quer dizer que a pessoa tem alergia?
- Também não. Precisam haver sintomas alérgicos para que a pessoa realmente tenha alergia.

Se a pessoa fizer RAST é necessário fazer o PRICK?
O RAST e o teste cutâneo PRICK tem o mesmo objetivo e não precisar se fazer os dois. Seu médico deve escolher qual o mais apropriado.

Se o teste Prick ou RAST der negativo a pessoa pode ter alergia?
- Sim, é possível. Se houver sintomas clínicos de alergia, e é comum ter alergia mas em nenhum exame aparecer. O médico é a pessoa indicada para ajudar no diagnóstico.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...